Meu blog principal

Achologia

Pesquisar aqui

 

Arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Domingo, 14 de Janeiro de 2007

O melhor para mim

por Antonio Francisco

O que seria de mim, de outros, de todos, se não houvesse padrões, se tudo fosse emoções a reger as situações!? Será que melhor seria? Haveria alegria, sempre tudo consumando? Se não houvessem limites, se tudo quanto existe, se limitasse no querer; se não houvesse saber, e tudo eu pudesse ter; seria isso melhor?

Tudo de todos seria meu; tudo meu seria de todos. Ninguém teria nada, todos teriam tudo. Como seria tudo enfim? Seria isso ruim? Seria isso bom pra mim? Ninguém pecaria, ninguém poderia ser chamado de errado, pois não existiria pecado. Tudo dependeria do querer e desejar, sem limites pra sonhar.

Muitos gostariam que fosse assim; muitos assim procuram viver. Como são estas pessoas? Vivem melhor que as outras que padrões procuram ter? Não é difícil saber, é só fazer comparação, e notória será, a grande diferenciação.

Existe um Deus, e com Ele preciso concordar. Também posso optar e a sua voz ignorar. Ele é soberano, mas longe de ser tirano, não usa manipular. Este Deus tão grande é, me deixando livre até, para dele discordar. Se eu posso optar, e o melhor sem Ele achar, isso devo comprovar.

Rudimentar é esse pensar, nele não posso me apoiar, como estilo de viver. Depois de tudo analisar, consciente não posso deixar, de neste Deus confiar. Ele é eterno, tudo Ele fez, tudo preserva com seu poder. Pra quem irei, isso não sei, se eu o deixar.

Meu Deus, sou teu, ainda que dissesse não. Tens pleno direito em minha vida. E, se posso optar, me prostro em teu altar, para te obedecer. Isso sei ser o melhor, no sentido mais real. Só assim feliz serei, disto certo eu bem sei. Seja assim ó Rei dos reis. (Novembro de 1988).

publicado por Antonio Francisco às 03:02
link do post | comentar | favorito
"O silêncio nem sempre é de ouro; às vezes é simplesmente amarelo". "A incapacidade de ser firme é, ao meu ver, o problema mais comum no mundo hoje" - Dr. Benjamim Spock. "O lar centralizado no adulto do passado fazia dos pais senhores e das crianças, escravos. O lar de hoje centralizado na criança tem feito dos pais escravos e das crianças senhores" - Marguerite e Willard Beecher. Counter

Fev de 2007
blogs SAPO