Meu blog principal

Achologia

Pesquisar aqui

 

Arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Como a água

por Antonio Francisco

Quero ser como a água que vence seus obstáculos, que apaga o fogo do ódio, e mesmo se evaporando pode voltar a ser líquida ou sólida, assim quero ser;

Quero ser como a água que não é mole, ela é maleável e adaptável ao seu contexto, e tem a força de pressionar e superar as suas barreiras pela frente;

Quero ser como a água que mesmo presa não se deixa dominar pelos limites impostos, ocupando todo o espaço que lhe for permitido chegar e continuar;

Quero ser como a água que não desiste, pelo contrário, persiste e chega onde quer chegar, com voz ou no silêncio que age enquanto todos param pra ver;

Quero ser como a água que leva e lava. Leva o que de outra forma não sairia do lugar, e que lava a sujeira de quem não poderia se limpar, assim quero ser;

Quero ser como a água que humildemente desce, mas sabe subir quando dificuldades encontra, pois conhece seu caminho e sabe abrir novos rumos;

Quero ser como a água que enfrenta ondas impuras mas que mantém na fundura a essência do que é, jogando para fora toda sujeira pela força das marés;

Quero ser como a água que se junta a outras águas prolongando seu curso, aumentando sua força no caminho a prosseguir e criando um oceano sem fim;

Quero ser como a água que dessendenta, que refrigera, que purifica, que dá energia para movimentar o progresso que de outra maneira tudo estagnaria;

Quero ser como a água que sabe mudar sem parar, e nunca perder a natureza de ser o mesmo ser que muda como a essência da água, assim quero ser.

publicado por Antonio Francisco às 12:42
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Vera Lúcia a 31 de Julho de 2007 às 17:30
Prezado Antonio,

Simplesmente maravilhoso seu poema sobre a água.
És muito cheio de ternura e sensibilidade.
Adorei!
Beijos,
Vera

Comentar post

"O silêncio nem sempre é de ouro; às vezes é simplesmente amarelo". "A incapacidade de ser firme é, ao meu ver, o problema mais comum no mundo hoje" - Dr. Benjamim Spock. "O lar centralizado no adulto do passado fazia dos pais senhores e das crianças, escravos. O lar de hoje centralizado na criança tem feito dos pais escravos e das crianças senhores" - Marguerite e Willard Beecher. Counter

Fev de 2007
blogs SAPO