Meu blog principal

Achologia

Pesquisar aqui

 

Arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Sábado, 24 de Fevereiro de 2007

Amor incondicional

por Antonio Francisco

Existe o tão propalado amor incondicional? Ele é real e praticável ou não passa de um anelo utópico almejado por multidões e vivido apenas no cinema, no teatro e na televisão!? Alguém me responde???

Se o amor incondicional é possível entre os mortais, o meu amor ainda está nas fraldas, pois ele é cheio de condições. Tenho facilidade de amar quem me ama, até me apaixono e enalteço a quem me quer bem. Mas como é difícil amar quem não me quer e continuar amando a quem deixou de me fazer bem. Que amor então é esse meu? Esse é o tipo mais inferior de amor. Ele é praticado até pelos maus. Sempre se ama a quem ama enquanto ama, difícil é amar quem deixou de amar ou não está amando quando o nosso amor deve entrar em ação.

É possível fazer muitas coisas sem amor: é possível ser poliglota entre os povos e comunicar-se até com os anjos sem amor. Mas o som emitido não é claro quando falta amor. Ele soa apenas como barulho; é possível ser sábio, entender de mistérios, ter uma fé tal que opera em dimensões sobrenaturais. Mas, sem amor, não vale nada; é possível dar tudo de si para os pobres e entregar o próprio corpo para ser queimado por uma causa nobre sem amor. Mas sem amor isso não vale nada.

Então, o que é o amor? Onde está esse amor incondicional? Esse amor que é paciente, bondoso, que não inveja nem se orgulha, que não maltrata nem procura os seus interesses, que não se zanga facilmente nem guarda rancor. Onde encontro o amor que não se alegra com a injustiça, e sim com a verdade!? Quero ver ainda alguém amando ao ponto de sofrer tudo por outra pessoa, que acredita sempre no melhor do próximo, que espera sem nunca desistir, e que suporta qualquer situação por mais difícil que seja, até as últimas conseqüências. Continuo perguntando: Onde encontrar o amor que jamais acaba?

Acredito que existe esse amor, pois Deus assim o diz. Ele é possível, é praticável, mas é inatingível sem uma ação direta de Deus em nós. Preciso do mover sobrenatural do Espírito Santo em minha vida para que esse amor me seja possível. Já sei que meu esforço e conhecimento não o atingirão, pois ele não é resultado do que faço, é fruto do que Deus faz em mim.

Nessa condição, sei que é possível amar além do nível comum e interesseiro. Como fruto do que Deus faz em mim, posso amar e experimentar a verdadeira alegria e paz, ser paciente e amável, bondoso e fiel, manso e equilibrado. Sei que esse proceder é cabível em qualquer lugar, pois não há censura para o amor. Ajuda-me Senhor!!!

Referências bíblicas: 1 Coríntios 13.1-8; Gálatas 5.22-23
publicado por Antonio Francisco às 20:14
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De T a 25 de Fevereiro de 2007 às 00:33
Bonito texto! Bem sentido... gostei. :)
De Antonio Francisco a 25 de Fevereiro de 2007 às 01:09
Desculpe minha ignorância, mas você é Tânia ou Daniel? Está confuso. Obrigado pelo comentário.
De T a 25 de Fevereiro de 2007 às 09:36
Dá para perceber que sou Tânia!!
De Antonio Francisco a 25 de Fevereiro de 2007 às 13:06
Ok Tânia. Quem é então Daniel Oliveira? Por que seu blog leva o nome dele? Qual a relação entre vocês?
Um abraço.
Antonio Francisco.
De Anónimo a 22 de Março de 2007 às 01:00
A Lei de Amor é, para mim, o maior dos ensinos de Jesus e "não há censura para o amor...", o amor real, sem possessividade, restrições, meio-termo... somente o sentir pelo próximo ( ouvindo, vendo/olhando, sorrindo, falando, auxiliando, trocando/partilhando, confidenciando...) esse o amor incondicional, amor além do gênero. Que bom que O Senhor o faz em nós e cabe a nós (bem poucos refletem e o fazem) dar continuidade, sem restrições, sendo, assim, "espelhos sem mácula" àqueles que convivem conosco. Deus o abençoe!!!
De meca araujo a 15 de Novembro de 2008 às 19:31
Adorei a sua cronica. Sincera e bem explicita. Acho que para nós humildes mortais, ainda estamos realmente de fraldas nesse aprendizado. O amor cantado em verso e prosa é um amor totalmente condicional.
Acho que o amor de mae pra filho é o que mais se aproxima desse amor incondicional. Fora isso é como procurar agulha no palheiro.
Parabens

Comentar post

"O silêncio nem sempre é de ouro; às vezes é simplesmente amarelo". "A incapacidade de ser firme é, ao meu ver, o problema mais comum no mundo hoje" - Dr. Benjamim Spock. "O lar centralizado no adulto do passado fazia dos pais senhores e das crianças, escravos. O lar de hoje centralizado na criança tem feito dos pais escravos e das crianças senhores" - Marguerite e Willard Beecher. Counter

Fev de 2007
blogs SAPO