Meu blog principal

Achologia

Pesquisar aqui

 

Arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Uma amizade abençoada

balloons_confetti_hg_wht.gifpor Antonio Francisco

para Beth Alves

A amizade é para ser vivenciada e não alardeada
Neste seu aniversário me congratulo com viva alegria
pois tenho em você uma irmã mui amada
e agradeço a Deus pela bênção desse dia!

Quantos anos se passaram desde que nos conhecemos
Muitas as experiências na família do Senhor
Entre boas e ruins nelas todas nós crescemos
E juntos podemos dar a Deus glórias e louvor.

Louvo a Deus por sua vida, dedicação e compromisso
Sua conduta exemplar, sua prática em discipular
Você continua a mesma, sou testemunha disso
A diferença está no esforço de sempre melhorar

Que o nosso Deus lhe abeçoe ricamente
Fazendo você sempre prosperar
Você é aplicada, consagrada e inteligente
Desejo por muitos anos de sua amizade desfrutar.
publicado por Antonio Francisco às 16:11
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Janeiro de 2007

Sou teu poeta

por Antonio Francisco

Para Rosângela

Por que me pedes poesias se o poeta já teu?
Eu te sou peculiar mais do que os versos meus.
Ainda que os meus versos sejam inerentes ao coração,
posso oferecê-los a outros, mas eu sou tua porção.
Posso entender o que pedes, e nisso tens a razão,
um poeta sem poesia não cativa o coração.
Quero enumerar os meus versos no universo a nos unir,
e assim poeta e versos poderás usufruir.

Te amo!

Junho de 1992.
publicado por Antonio Francisco às 03:23
link do post | comentar | favorito

Adversidades no amor

por Antonio Francisco

Para Rosângela

O amor continua,
pois não pode acabar.
Choques e deslizes o podem até abalar,
mas se o amor está presente,
tende sempre a madurar.
E mesmo que flores nem tudo sejam,
ele vai continuar.

Te amo!

Junho de 1992.

publicado por Antonio Francisco às 03:20
link do post | comentar | favorito

Realidade e romantismo

por Antonio Francisco

Para Rosângela

Hoje andamos na estrada do amor realidade.
O jardim dos encontros de então,
onde tudo era perfumes e emoções, está ao lado.
Pode ser sempre visitado, mas não é nosso habitat.
Vivamos sempre entre o jardim e a estrada.
Assim, continuarei por você visado, e você a eterna namorada.

Te Amo!
Junho de 1992
publicado por Antonio Francisco às 03:16
link do post | comentar | favorito

Amar e servir

por Antonio Francisco

Não é fácil conviver com quem não gosta da gente. É preciso mais amar do que ser inteligente. Inteligência que sabe mas não faz; inteligência que conhece mas não serve. É preciso servir, agir, fazer, amar. É mais fácil falar, porém, nada vai adiantar se não servir.

Senhor, sei que servir é a divisa dos que são vistos como maiores por Ti. Servir desinteressadamente com o coração e a mente. Servir sem ser servido, ouvir sem ser ouvido, dar sem ser querido. Se o Senhor fez assim, pode também capacitar a mim, para ser servo feliz, que não apenas diz - faz.

O amor cabe em todo lugar, até onde o ódio parece imperar. O amor supera o ódio, da felicidade ele é exórdio, ele nunca acaba. Ele é tão fácil de ser comentado, mas tão carente de ser praticado, encarnado, realizado. Jesus amou primeiro e não quero ser derradeiro em matéria de amar. Há um preço a pagar para o amor concretizar, e isso só vai acontecer quando eu iniciar.

Amar e servir, servir e amar - duas palavras pequenas de desafios sem par. Fugir desses desafios é inútil, é odiar. Custe o que custar, é preciso menos falar e de fato amar. É preciso não ressentir para melhor servir - Ajuda-me Senhor. (Novembro de 1988).

publicado por Antonio Francisco às 03:10
link do post | comentar | favorito

Obrigado José

por Antonio Francisco

José, foi compensador conhecer você. Sua vida foi uma enciclopédia que ensinou sabedoria. Você ensinou e continua ensianando, pois como Abel, mesmo depois de morto ainda fala. Você foi normal, bem sei. Seu nascimento foi comum, sua vida também; ainda que recheada de ingredientes raros.

José, você me ensina que o trabalho é legítimo, pois na adolescência você já cuidava das ovelhas da família. Sei que você fofocava para seu pai de seus irmãos, mas, o seu jeito cativante merecia o amor pujante de Israel seu pai, demonstrando seu amor colorido na túnica que lhe ofereceu.

José, você me ensina a sonhar - sonho que desperta para a vitória. Você sonhou alto, tão alto que ninguém acreditou, até que o sonho se concretizou. Hoje, são poucos os sonhadores. É mais fácil encontrar quem tem insônia para não sonhar, ou pesadelo que não sonha.

José, você me ensina a perdoar, quando perdoou quem a vida queria lhe tirar. Seu sangue foi comparado com sangue de bruto animal, estando seu sangue nas veias, como homem racional. Você tratou como príncipe, quem escravo lhe tornou. Você chorou lágrimas de amor, por quem o mal lhe desejou. Você que em posição superior um igual se tornou a pobres peregrinos que não ignorou serem seus irmãos. Você tinha tudo para humilhar, mas humildade demonstrou. Para quem desejou seu fim, você deu continuidade ao seu final.

José, você me ensina que o mais importante não é o que fazem com a gente, mas sim, o que a gente é. Pois você, sendo tratado como escravo, se tornou mordomo de confiança, porque sabia em quem confiava.

José, você me ensina que nem todo orgasmo é justificável; pois, antes do prazer sexual, devo olhar quem o promove. Você me ensina que o tratamento com uma mulher deve ter a aprovação do Senhor. Do contrário, devo correr dela. Você me ensina que as carícias de uma mulher não se igualam com o prazer de obedecer ao Senhor. Você pode ser visto como impotente sexual, por dizer não para a proposta de uma mulher. Mas, não é isso José. Você mostrou uma virtude que mil homens juntos raramente se igualam a você. Entre os raros esteja eu. Aprendo com você que descansar nos braços da mulher que não me pertence, pode me trazer cansaço permanente.

José, você me ensina que mesmo na prisão se pode ter liberdade, quando a causa da prisão não tem justificação. Você me ensina que é melhor estar na prisão e se sentir livre, que livre e se sentir preso.

José, você me ensina não apenas sonhar para si, mas, mostrar interesse pelo sonho de outros. Você se interessou por toda uma nação, e foi útil na sua preservação.

José, aprendo com você que Deus não tira os espinhos de nosso caminho, deixando apenas o perfume das flores, mas, aprendo que um jardim regado nos espera no final da caminhada.

José, você foi como um ramo frutífero junto à fonte; seus galhos se estenderam sobre o muro (Gn 49.22). Sei que esse foi o seu segredo, não deixar a fonte do céu que nos faz frutificar, e a seiva espiritual que nos capacita aos obstáculos vencer.

Obrigado, José.

Reflexão sobre José do Egito, filho de Jacó.
Novembro de 1988.

publicado por Antonio Francisco às 03:06
link do post | comentar | favorito

O melhor para mim

por Antonio Francisco

O que seria de mim, de outros, de todos, se não houvesse padrões, se tudo fosse emoções a reger as situações!? Será que melhor seria? Haveria alegria, sempre tudo consumando? Se não houvessem limites, se tudo quanto existe, se limitasse no querer; se não houvesse saber, e tudo eu pudesse ter; seria isso melhor?

Tudo de todos seria meu; tudo meu seria de todos. Ninguém teria nada, todos teriam tudo. Como seria tudo enfim? Seria isso ruim? Seria isso bom pra mim? Ninguém pecaria, ninguém poderia ser chamado de errado, pois não existiria pecado. Tudo dependeria do querer e desejar, sem limites pra sonhar.

Muitos gostariam que fosse assim; muitos assim procuram viver. Como são estas pessoas? Vivem melhor que as outras que padrões procuram ter? Não é difícil saber, é só fazer comparação, e notória será, a grande diferenciação.

Existe um Deus, e com Ele preciso concordar. Também posso optar e a sua voz ignorar. Ele é soberano, mas longe de ser tirano, não usa manipular. Este Deus tão grande é, me deixando livre até, para dele discordar. Se eu posso optar, e o melhor sem Ele achar, isso devo comprovar.

Rudimentar é esse pensar, nele não posso me apoiar, como estilo de viver. Depois de tudo analisar, consciente não posso deixar, de neste Deus confiar. Ele é eterno, tudo Ele fez, tudo preserva com seu poder. Pra quem irei, isso não sei, se eu o deixar.

Meu Deus, sou teu, ainda que dissesse não. Tens pleno direito em minha vida. E, se posso optar, me prostro em teu altar, para te obedecer. Isso sei ser o melhor, no sentido mais real. Só assim feliz serei, disto certo eu bem sei. Seja assim ó Rei dos reis. (Novembro de 1988).

publicado por Antonio Francisco às 03:02
link do post | comentar | favorito

A beleza dos começos

por Antonio Francisco

Começar fala do novo, do agora, de melhora. Seria enfadonho não poder começar ou recomeçar o que não foi funcional, quando a vontade primeira parecia o ideal.

A vida não é tentativa no afã de acertar. Há absolutos sem par na essência do viver e disso é possível saber.

Fundamentado de fato no que é em realidade a verdade, começar não é arriscar, é entrar para não regressar numa porta que dá acesso a novos começos que não contradizem o começo inicial. É como ramos de uma mesma árvore, que desabrocham sempre para a vida.

Começar sempre é bom, belo, agradável. Desde que os começos não arranquem as raízes do começo inicial que nos posiciona na vida.

Muitos ainda não começaram, estão no velho, no pré-início, na rotina vegetativa do existir. É preciso começar, e em Cristo há lugar, pois nele há nova vida. Ele é a vida e somente nele o começo não tem retorno; não por compulsão, mas por opção necessária que convence e constrange por amor. (1990).

publicado por Antonio Francisco às 02:36
link do post | comentar | favorito

Vencendo com a verdade

por Antonio Francisco

"O jeitinho brasileiro" nem sempre é certeiro quando se quer acertar. A verdade é bem maior, provocando o melhor, sem nada camuflar. A verdade não é minha; minha é a decisão de a verdade aceitar. Ela é maior e melhor que tudo, ela está além do mundo, ela é o Deus encarnado.

"Eu sou a verdade", assim falou Jesus. A verdade é mais que conceito, a verdade é mais que preceito, a verdade é uma pessoa. Pessoa que não errou, que a verdade encarnou e que disse: "Eu sou..." Sou tudo que você precisa, se com a verdade quer vencer. Sou a força no fracasso, Sou consolo no cansaço, Sou teu tudo no teu nada.

Como é bom disso saber, e concretizar no viver que a verdade é sempre melhor. Quem na verdade fundamenta a vida, anda de cabeça erguida sem nada temer. Ela dá vitória, ela só melhora quem quer melhorar.

É preciso a Bíblia conhecer - a verdade escrita. É preciso conhecer Jesus, a verdade em pessoa. E assim a verdade em mim pode ser escrita, e poderei ser uma pessoa que vive a verdade. Sempre vencerei pela verdade, pois "a luz (verdade) resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela" (Jo 1.5).

Novembro de 1988

publicado por Antonio Francisco às 02:25
link do post | comentar | favorito
"O silêncio nem sempre é de ouro; às vezes é simplesmente amarelo". "A incapacidade de ser firme é, ao meu ver, o problema mais comum no mundo hoje" - Dr. Benjamim Spock. "O lar centralizado no adulto do passado fazia dos pais senhores e das crianças, escravos. O lar de hoje centralizado na criança tem feito dos pais escravos e das crianças senhores" - Marguerite e Willard Beecher. Counter

Fev de 2007
blogs SAPO